Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2010

Fuga de merda

Você pode fugir, pode se esconder embaixo da saia ou até embaixo da cama, pode fingir ignorar, pode dizer pra todo mundo e até pra você mesmo. Tente acreditar no que diz. Pode ir ao centro espirita, pro Canadá, pode se afogar no trabalho ou na bebida, pode dormir por dias, pode até inventar um novo amor. Tire um do fundo do baú ou abra o coração para novas experiencias. Na verdade tanto faz, faça como quiser.
O gostinho de decepção não vai sair da sua boca tão fácil, ele amarga até quando tem pra amargar. Talvez pra sempre, disse Ritinha, pode ser. Ele vai te perseguir até onde você deixar e vai ficar ali no cantinho da sala, nos emails enviados ou até numa revista velha, esperando o momento certo pra entrar em cena. MERDA. Com a maior cara lavada ele diz: Voltei, Babe, pra não te deixar esquecer tudo que podia ser e não foi. Reflexão.
Bem-vindo ao mundo real, onde a vida passa, te manda um beijo e vai embora.