Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

Culpado

Encontrei uma pessoa, culpa do destino
Saí de casa bonita, culpa minha
Recebi olhares e cantadas, culpa minha
Correspondi alegremente, culpa minha
Aceitei a carona, culpa minha
Estiquei o papo, culpa minha
Fizemos planos, culpa minha
Te traí e dormi feliz, culpa sua

Chove

Um gosto de desgosto
amargando o CÉU
da boca podre
que num dia ensolarado
tanto beijei

Pensamentos como NUVENS
com diferentes formatos
por onde passam deixam o rasto
de tudo que levaram
com o tempo e nunca falei

Acho que agora vai chover